6 coisas que você NÃO deve fazer em um país de língua inglesa!

Atualizado: Abr 10


Batendo palmas em frente à casa
6 coisas que você NÃO deve fazer em um país de língua inglesa

Como muitos de vocês provavelmente já sabem, o idioma não é a única diferença entre o Brasil e os países de língua inglesa, como a Inglaterra, os Estados Unidos, a Austrália e o Canadá.


Além do idioma, esses países têm diversas características culturais bem diferentes entre si, que podem ser ainda mais perceptíveis para os brasileiros, visto que no Brasil existem diversos costumes que não são muito comuns no exterior e vice-versa!


Nesse post, falo sobre 6 coisas que você não deve fazer em nenhum desses países, ou quaisquer outros de língua inglesa, e que também não são comuns ou mesmo considerados inadequados em alguns outros lugares do mundo. Isso não quer dizer que esses costumes sejam considerados errados, apenas que são parte de uma cultura a qual podemos e devemos respeitar, especialmente estando em outro país.


Essas sugestões são ainda mais importantes para quem é estudante de inglês e pretende se comunicar com estrangeiros, ou mesmo para quem pretende viajar por um tempo ou morar no exterior! Então fique atento às dicas para evitar ‘passar vergonha’ ou causar alguma confusão quando estiver em uma dessas situações, ok?



1. Não chame alguém pela profissão que eles possuem.


O exemplo mais comum e mais confuso para alguns brasileiros é com o uso da palavra ‘teacher’. No Brasil, temos o costume de usar ‘professor’ sempre que nos referimos ou queremos chamar a atenção dos nossos professores na escola ou na universidade, certo?

Mas nos países ingleses isso não acontece! Nesses casos, ao invés de usarmos a palavra ‘teacher’, como em português, usamos os títulos pessoais Miss, Mrs. ou Mr., seguidos do sobrenome da pessoa a qual estamos nos referindo (cuidado para não usar o primeiro nome!).


No meu caso, como professora, o mais correto seria me chamarem de Miss Hartwright, o que não acontece muito, pois muitos dos meus alunos não conhecem ou não se adaptam a essa forma. Mas não pense que isso vá me ofender, pois esse é um caso específico de alguém que trabalha no Brasil e entende os costumes brasileiros, mas se você for estudar fora, você deve, e provavelmente irá se acostumar rápido com isso!


Teacher Rachel, can you help me? X
Miss Hartwright, can you help me?

Outro exemplo bastante comum é com o uso de ‘waiter’ ou ‘waitress’, que significam respectivamente garçom e garçonete. Diferentemente do Brasil, não chamamos essas pessoas pelas suas profissões, mas buscamos uma forma educada, como ‘excuse me’, de chamar sua atenção, uma vez que normalmente não sabemos seus nomes ou sobrenomes.


Waiter, I would like a menu! X
Excuse me, I would like a menu!

Em algumas exceções, usamos a profissão para falarmos de alguém que possui um título antes do nome, como ocorre com os médicos e os professores universitários. Usamos as palavras ‘doctor’ e ‘professor’, sozinhas ou antes do sobrenome da pessoa, por exemplo.


Doctor, I need some help, please! X
Doctor Shepherd, I need some help, please!

Professor, may I talk to you for a minute? X
Professor Dumbledore, may I talk to you for a minute?


2. Não use o verbo ‘want’ para pedir algo.


Pode parecer estranho não poder usar esse verbo em determinadas ocasiões, uma vez que ele significa ‘querer’ em português. Mas ao pedirmos algo para alguém em um restaurante, uma loja ou mesmo em situações mais informais, não usamos esse verbo para expressar ‘eu quero tal coisa’.


Isso ocorre pois o uso de ‘want’, nessas situações, dá uma ideia de imposição daquilo que está sendo dito, como se você estivesse exigindo que a outra pessoa desse ou fizesse algo para você, ou mesmo uma ideia de que você está falando com raiva ou nervosismo.


Então, para substituir o ‘want’, usamos a expressão ‘would like’, que seria o equivalente a ‘gostaria’ em português, e não soa tão formal quanto parece, apenas é mais educado.


I want a drink, please! X
I would like a drink, please!

Professor Snape, I want to go to the bathroom. X
Professor Snape, I would like to go to the bathroom.


3. Não deixe de pagar o valor da gorjeta nos estabelecimentos.


O que chamamos no Brasil de ’10% pelo serviço prestado’, e que usualmente é inserido na conta como um valor opcional, também existe nos países de língua inglesa. Mas, apesar de não ser obrigatório, nós nunca deixamos de pagar o valor referente à gorjeta, que em inglês é ‘tips’, em quaisquer estabelecimentos que frequentamos!


Eu, por exemplo, nunca deixei de pagar enquanto ainda morava na Inglaterra, mesmo que o serviço oferecido tenha sido péssimo. E outra notícia ruim é que esse valor costuma variar entre 10 e 15% do valor total de consumo, o que pode ser considerada uma taxa bem alta. Então se você for viajar para algum desses países e pretender comer bastante em restaurantes, é melhor estar preparado para quando receber a conta!



4. Não jogue papel higiênico na lixeira, mas jogue no vaso.


Essa dica é, provavelmente, a mais confusa para os brasileiros, pois aqui no Brasil deve-se fazer exatamente o oposto! Sempre vemos placas de aviso nos banheiros públicos dizendo para não jogar papel higiênico nos vasos sanitários, pois os sistemas de esgoto não feitos para recebe-los.


E é por esse motivo que muitos brasileiros, ao irem ao banheiro no exterior, ficam procurando um lugar para jogar o papel higiênico, mas nunca encontram. Pois tudo é jogado no vaso sanitário mesmo! E por mais estranha que essa dica possa parecer, tenho certeza de que ela irá te ajudar a não se sentir confuso nesse momento!



5. Não bata palmas em frente a casa de outras pessoas para chamar alguém.


Essa é uma maneira bem comum de chamar alguém em suas casas no Brasil, quando não se tem campainha, por exemplo. Mas em outros países isso não acontece, e se você acabar batendo palmas em frente a casa de alguém, você vai parecer um pouco estranho.


Eu, por exemplo, ao ver alguém fazendo isso em frente a minha casa pela primeira vez, achei que a pessoa estava aplaudindo minha casa por achar ela muito bonita, o que poderia ser a reação de um estrangeiro ao ver você fazendo isso fora do Brasil também!


Para evitar que você precise fazer isso, é muito comum que as casas tenham campainha, bem mais comum que no Brasil, ou que você consiga acessar a porta da casa para bater nela. Mas caso nenhuma dessas opções sejam possíveis, tente ligar, deixar um recado ou falar com um vizinho, ok? Bater palmas, com certeza, não seria uma boa opção.



6. Não apareça na casa de outras pessoas sem avisar.


Isso parece comum para alguns e, assim como nos países de língua inglesa, incomum e até um pouco rude para outros brasileiros. Mas de qualquer forma, não apareça sem avisar na casa de outras pessoas nesses países!


Quando vim para o Brasil, especialmente quando meu filho havia acabado de nascer, muitas pessoas apareciam na porta da minha casa, sem avisar, para me visitar. Atualmente eu já não considero isso algo tão ruim, pois já me adaptei bem a esse costume, mas no início, era algo que considerava muito estranho e que até me deixava um pouco irritada.


Então, se quiser ou precisar visitar alguém quando estiver em outro país, não deixe de telefonar ou enviar uma mensagem antes, avisando que irá fazer uma visita, o que nem é algo tão complicado de se fazer, não é?



E então, o que achou dessas dicas?

Espero que elas tenham te ajudado a perceber algumas características culturais que serão importantes para que você não cometa nenhuma ‘gafe’ em outro país, especialmente nos de língua inglesa!


Para complementar sua leitura, você também pode assistir ao vídeo sobre esse tema na minha página do Instagram ou no meu canal do YouTube! (clique na foto abaixo)



E se você conhecer mais alguma dica de coisas que não é aconselhado se fazer em países estrangeiros, mesmo que sejam comuns no Brasil, nos conte nos comentários qual é!


See you soon!


Rachel



#inglesonline #aprenderingles #eslteachers #professora #trabalho #motivação #motivation

#estudar #englishtips #dicasdeingles #englishteacher #englishforadults #cursoonline #cursosdeingles #englishwithrachel #inglesparabrasileiros #inglesparatodos #talk2rachel #inglesbritânico #inglesnativo


201 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo